Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

mali_refens

Um grupo armado faz cerca de 170 reféns em um hotel de alto padrão de Bamako, capital do Mali, no oeste da África, após invadir o edifício e deixar várias pessoas feridas num tiroteio.

Ao menos três pessoas foram mortas, dois malineses e um francês. O ministério da Segurança de Mali afirma que policiais já entraram no hotel e conseguiram libertar “uma dezena” de reféns.

Segundo fontes de segurança locais ouvidas pela agência France Presse, os agressores são “jihadistas”. Alguns reféns foram liberados pelos próprios sequestradores, incluindo duas mulheres, após provarem que eram capazes de recitar versos do Alcorão.

refens_mali_1

O hotel Radisson Blu, onde ocorreu a ação, já está cercado por policiais e soldados do exército do país e da ONU.

Segundo a Rezidor, empresa que controla o hotel, entre os reféns há 140 hóspedes e 30 funcionários. No momento da ação, foi possível ouvir disparos do lado de fora do hotel. Há feridos, mas ainda não se sabe quantos.

A ONU diz que três de seus representantes foram resgatados do hotel. A companhia aérea turca Turkish Airlines afirma que tinha sete funcionários dentro do Radisson Blu, três dos quais já teria conseguido escapar.

Segundo a administração do hotel, o ataque estaria sendo realizado por apenas dois homens, que entraram no prédio às 7h00 locais (5h00 na hora de Brasília). Forças de segurança, porém, estimam que dez homens participam da ação armada.

A ocupação se iniciou no sétimo andar do prédio, que possui 190 suítes, e os homens armados começaram a percorrer o hotel andar por andar, segundo a CNN. O grupo armado teria entrado no hotel dentro de um carro com placa de diplomatas.

O Radisson Blu fica a 1,5 km de distância da Embaixada dos EUA no Mali. Diplomatas americanos no local já emitiram um comunicado via Twitter pedindo a todos os cidadãos americanos que procurem abrigo. Funcionários da embaixada estão alocados dentro do prédio.

Conexão francesa
Em 2012, vários grupos jihadistas ligados à Al-Qaeda se apoderaram de zonas do norte de Mali. Muitos foram expulsos da região após uma ação militar internacional iniciada em janeiro de 2013, proposta pela França.

O governo francês disse ter informação de que há cidadãos do país entre os reféns. Ainda ontem, o presidente François Hollande havia elogiado as tropas francesas pelo desempenho na campanha no norte do Mali.

A operação está em andamento, porque algumas áreas ainda estão fora de contre do governo de Mali. No início, os ataques jihadistas se concentraram apenas no norte do país, depois se espalharam para o sul e para o centro. Informações G1.

01 - Nova Casas Moveis

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.tOH1AIpiFu

A presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou nesta quinta-feira (19) que as medidas fiscais adotadas pelo governo federal pretendem retomar o nível de emprego no país, que cresceu 7,9% em outubro. O índice é o maior para o mês desde 2007. Dilma se mostrou positiva em discurso, ao dizer que no momento de crise podemos melhorar as condições existentes. “A crise é um momento doloroso e nós devemos impedir que ela seja desperdiçada. Em uma crise, podemos não só buscar melhorar as melhores condições, mas também garantir que as decisões tomadas para enfrentá-la sejam aquelas que asseguram aos trabalhadores mais oportunidades”, disse. A presidente sancionou na quarta-feira (18), sem vetos, uma medida provisória de criação do Programa de Proteção ao Emprego (PPE), apra tentar desestimular demissões em empresas que enfrentam temporariamente dificuldades financeiras. Na análise da presidente, de acordo com a Folha, a proposta protege o emprego e garante que o gasto governamental seja inferior do que com o despendido no pagamento do seguro-desemprego. “Nós continuamos de forma obstinada para reorganizar a situação fiscal do país, reduzir a inflação e restaurar o crescimento e a confiança na economia. Todas as medidas que adotamos até agora têm como objetivo permitir que estabeleçamos condições mais sustentáveis para o crescimento da produção e do emprego”, afirmou. BN.

06 - Gildemac

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.EHYix1WCzU

Produtores de leite do município de Teixeira de Freitas, no Extremo Sul baiano, estão inconformados com o encerramento das atividades da Nestlé na cidade, previsto para dezembro deste ano. A empresa de laticínios confirmou, por meio de nota ao Bahia Notícias, que está “negociando a transferência das instalações e da operação de seu posto de recepção de leite para empresa do segmento com sede no Estado”

D0N4KpF

Paulo Barbosa de Almeida, vulgo “Pico”, 35 anos, que cumpria pena no Conjunto Penal de Teixeira de Freitas, por estupro, foi solto na segunda-feira, 16, e voltou a ser preso na terça-feira, 17, por tentar matar a vítima, em Cachoeira do Mato, distrito pertencente a Teixeira de Freitas.

De acordo com Osíres Cardoso, coordenador do CPTF, Paulo tinha mandado de prisão por assalto em Teixeira, mas ganhou alvará para responder em liberdade, ele não saiu do presídio na época, pois também respondia pelo crime de estupro cometido em Porto Seguro, mas, na segunda-feira, ganhou outro alvará de relaxamento de prisão para responder em liberdade por esse crime também.

Ele chegou ao presídio no dia 29 de maio de 2013, quando foi flagrado por estupro. Assim que saiu, ele foi atrás da vítima, invadiu a casa dela e tentou matá-la. O esposo da vítima e outros moradores conseguiram deter Paulo, quando começou a surra. O estuprador foi socorrido e levado ao Hospital Municipal de Teixeira de Freitas. Foi encaminhado a 8º Coorpin, sob responsabilidade da delegada plantonista, Dr. Maria Luiza. Até a manhã desta quinta-feira, 19, ele ainda não tinha voltado para o presídio. Sul Bahia News.

06 - Atacadao Farma

Sem título

Av. João Hortélio em Itororó você encontra a melhor carne de sol do Brasil.

5eWDNKB

A maternidade do Hospital Manoel Novaes, em Itabuna, sul do estado, registrou seis casos de microcefalia nos últimos dois meses, segundo a direção da unidade.

O número é maior do que o divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), que havia confirmado apenas um caso da doença neste ano no município.

Em todo o estado, conforme a secretaria, 13 casos de microcefalia haviam sido registrados até o dia 11 deste mês, número considerado dentro da normalidade. “Já tem um bom tempo que a gente não via tantas microcefalias juntas. Nos últimos dois meses, a gente viu seis casos”, informou Fabiane Irla Chavéz, diretora do hospital em Itabuna. A microcefalia é uma condição rara em que o bebê nasce com a circunferência da cabeça menor do que 33 cm.

4618431

O Ministério da Saúde decretou situação de emergência em saúde por conta do aumento de casos da doença. A pasta já registrou 399 casos de microcefalia na região Nordeste, até a terça-feira (17). Porém, o ministério aponta apenas oito casos da doença na Bahia, número menor do que o divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde.

Relação com zika vírus

O Ministério da Saúde informou que os casos de contaminação por zika vírus registrados no primeiro semestre são a “principal hipótese” para explicar o aumento da ocorrência de microcefalia no Nordeste. A relação entre o zika vírus e a microcefalia ganhou força porque o micro-organismo foi identificado em duas gestantes da Paraíba. Elas apresentaram sintomas da infecção durante a gravidez e carregam bebês com microcefalia confirmada. Exames laboratoriais encontraram o vírus no líquido amniótico, que envolve o bebê na gestação. A Secretaria Estadual de Saúde da Bahia informou que está atenta à situação e realiza verificações regulares junto às maternidades, em virtude da incidência de zika virus e apura se os casos estão relacionados com a respectiva doença. Tv Santa Cruz.

assalto-neilima_moto

Moradores estão assustados com os constantes assaltos que estão ocorrendo no Centro da cidade. Dois homens não identificados até o momento transitavam pela Rua Duque de Caxias, próximo ao centro comercial, com a possível intenção de assaltar um dos movimentados supermercados da cidade segundo populares.

Armados com um revólver e após ameaçarem um motociclista os dois homens acabaram levando em assalto uma moto Honda Broz nas proximidades do Hotel Indiana.

A polícia militar foi acionada e está realizando buscas na região neste momento.

Informações do Blog Itororó Já 

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.T14nHN4zAQ

Resultados preliminares de exames feitos em dois fetos com microcefalia trazem fortes indícios de que houve infecção por zika vírus. Os testes foram feitos a partir da análise de líquido amniótico de dois bebês de Campina Grande, na Paraíba. O material foi coletado pela neuropediatra Adriana Melo, que vem acompanhando desde o início do surto casos de paciente com a malformação, e analisado no Laboratório da Fiocruz, do Rio. A confirmação do resultado é aguardada para esta terça-feira (17), quando o Ministério da Saúde deve apresentar números atualizados do surto. Até sexta (13), haviam sido contabilizados pelo menos 250 casos da doença nos estados de Pernambuco, Sergipe, Rio Grande do Norte, Paraíba e Piauí. Questionado sobre a análise da Fiocruz, o Ministério da Saúde não confirmou a informação. Afirmou em nota não haver análises finalizadas e que qualquer conclusão neste momento é precipitada. “Todas as hipóteses serão minuciosamente avaliadas para não se incorrer em erro”, informou a pasta. Para alguns especialistas, seria necessária a avaliação de um número maior de exames para fazer com segurança uma conexão entre a infecção do zika vírus e o aumento de casos de microcefalia. Dois exames em meio a um grande número de pacientes não seriam suficientes. Até o momento, a maior dificuldade dos pesquisadores era encontrar traços de algum agente infeccioso que poderia ter levado à malformação. Isso porque o contato com vírus teria ocorrido há vários meses. Os exames realizados buscam identificar fragmentos do DNA do vírus, um exame trabalhoso.

OdontoAmaral

2013-620177789-2013-618821873-2013060504149.jpg_20130605.jpg_20130611

O vilarejo de Regência, em Linhares (ES), jamais imaginou profecias tão violentas para o encontro do Rio Doce com o mar. Com o rompimento de barragens da Samarco em Mariana (MG), o temor de ambientalistas é que rejeitos de minério, ao chegarem à região, arrasem um dos mais importantes ecossistemas do Brasil: os recifes de corais de Abrolhos. Acostumados com ações de proteção a golfinhos e tartarugas ameaçadas que vivem e se reproduzem apenas ali, eles passaram a última semana numa força-tarefa. O esforço é para reduzir possíveis impactos dos rejeitos nas mais de 500 espécies na área, entrada para o banco de Abrolhos. Os recifes de corais — considerados “amazônias oceânicas” — estão bem mais próximos que o arquipélago, a 221 quilômetros do estuário. Não é possível dizer a que distância os resíduos serão levados, o que dependerá da posição de mar e vento. Segundo boletim do Serviço Geológico do Brasil no sábado, a chegada da água turva à barra está sendo reavaliada em razão de sua passagem por reservatórios de usinas hidrelétricas.

— Não sabemos a magnitude do impacto, já que não temos certeza sobre o que chegará. Se o padrão de impacto nas cabeceiras se mantiver, será um arraso na fauna e na flora — prevê João Carlos Thomé, coordenador nacional do Tamar/ICMBio. — Essa é uma das regiões com maior biodiversidade marinha do Brasil. É o começo do banco de Abrolhos, onde há ressurgências, com águas frias e ricas em nutrientes, com taxas de produtividade altíssimas.

Próximo à foz, convivem jubartes, dourados, meros, raias mantas. É ali o limite Norte no Brasil das toninhas, golfinho mais ameaçado do país. A região — considerada pelo governo federal área prioritária de conservação — também é ponto estratégico para sobrevivência de botos-cinza. O local é ainda o único ponto no Atlântico Sul ocidental com concentração de desovas de tartaruga-de-couro, espécie mais ameaçada de extinção no Brasil; e 2º maior ponto de concentração de desova de tartaruga cabeçuda, assistidas por uma importante unidade do Tamar em Regência.

Os répteis foram os primeiros alvos da força-tarefa de ambientalistas. No fim da semana passada, duas dúzias de ninhos foram deslocados de lugar. Na segunda, retroescavadeiras começaram a tentar reabrir a passagem do rio para o mar, bloqueada por uma faixa de areia desde junho, quando o Doce, devido à seca, não mais teve força para desaguar no mar. O temor é que, com a passagem fechada, a lama fique retida no estuário, zona de reprodução de espécies e cuja capacidade de absorção é muito menor que a do oceano. Há técnicos mobilizados para, caso seja preciso, transferir peixes do estuário para tanques em duas lagoas próximas.

— Nossa preocupação é com a possível contaminação da foz com metais pesados e a mortalidade de animais aquáticos por onde a lama passa. A quantidade de partículas em suspensão está asfixiando os bichos — diz Antônio Serra de Almeida, gestor da Reserva Biológica de Comboios, a apenas um quilômetro da foz.

Monitoramento na água feito pela prefeitura de Governador Valadares (MG) indicou turbidez 80 mil vezes acima do tolerável na última terça. A quantidade de ferro encontrada em amostras foi 13,6 mil vezes acima desse limite, e a de alumínio, 6.500 vezes. Há previsões pessimistas também sobre a duração dos danos.

— Qualquer coisa que sair dali (da foz) pode atingir os recifes de corais de Abrolhos. Se a lama chegar a eles e impedi-los de respirar, serão milhares de anos de recuperação — diz o professor da Universidade Federal do Espírito Santo Agnaldo Martins.

06 - Super Pop Modas

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.ahvV02VXki

As forças de segurança francesas divulgaram neste domingo (15) a foto de um fugitivo suspeito de envolvimento nos ataques terroristas que mataram 129 pessoas e deixaram cerca de 350 feridos nesta sexta-feira (13), em Paris. Com advertência sobre ele ser muito perigoso, o comunicado policial alerta: “Não mexam diretamente com ele”. Identificado como Salah Abdeslam, de 26 anos, o homem alugou o carro que levou terroristas à casa de shows Bataclan, onde 89 pessoas foram executadas a tiros. As forças de segurança do país acreditam que Abdeslam, que nasceu em Bruxelas, na Bélgica, esteja diretamente envolvido com o massacre de sexta. De acordo com a Folha de S. Paulo, ele é um de três irmãos suspeitos de envolvimento nos ataques. Um deles já foi capturado na Bélgica, enquanto o outro morreu nos atos terroristas. Sete pessoas foram presas neste domingo na Bélgica, suspeitas de conexão com os ataques na capital francesa, enquanto outras três foram detidas no país no sábado (14). Ao menos três dos sete homens bombas eram francesas, assim como é francês um dos presos na Bélgica. No Brasil, pessoas foram às ruas em Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo e Recife, em atos de luto pelas vítimas dos ataques em Paris. Durante as manifestações, eles protestaram contra os atos terroristas e fizeram homenagens aos mortos.

Dra Juliana 

« Página anteriorPróxima Página »

© Copyrigth 2014 - IrororóJá.com.br
Tema desenvolvido pela Navetech Soluções Web | Powered by WordPress